Arquivos do autor: sai

Parte 1 – Exportações Por Renata Goulart Fernandes Mestre em Ciências Ambientais, especialista em Gestão de Negócios Internacionais e bacharel em Relações Internacionais Nos últimos anos, o Brasil passou por um período de desaceleração e retomada nas exportações. Segundo o Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços – MDIC, em 2011 as exportações alcançaram o recorde histórico de U$ 256 bilhões. Contudo, entre 2012 e 2016, apresentou números inferiores. Já em 2017 e 2018, foi possível observar uma melhora nos valores exportados pelo Brasil, uma vez que o país atingiu o total de U$ 239,8 bilhões em 2018, retomando o crescimento. Entretanto, em 2019, tivemos uma queda de 6,05% no total exportado, em comparação ao ano anterior. Ao se tratar das exportações relacionadas ao Estado de Santa Catarina, os dados do MDIC (2019), mostram que o estado vem mantendo praticamente o mesmo volume em suas vendas nos últimos três

Parte II da análise traz iniciativas locais de suporte ao setor Por Renata Goulart Fernandes Mestre em Ciências Ambientais, especialista em Gestão de Negócios Internacionais e bacharel em Relações Internacionais No artigo anterior, conhecemos as entidades e algumas iniciativas federais que apoiam o comércio exterior brasileiro, com foco em disseminar e incentivar a cultura exportadora e prestar orientações e ações de acesso ao mercado. Entidades como o Inmetro (autarquia federal) e os Correios (empresa pública), conhecidas como órgãos anuentes de apoio ao comércio exterior, também estão disponíveis para dar suporte às empresas exportadoras e importadoras. O Inmetro, por exemplo, oferece informações sobre barreiras técnicas e tarifárias que produtos brasileiros podem encontrar ao acessar outros mercados, por meio do serviço Alerta Exportador. Já os Correios atuam com logística através do “Exporta Fácil” e “Importa Fácil”. Outro exemplo de autarquia que tem como premissa apoiar micro e pequenas empresas a se tornarem

El gobernador de Santa Catarina, Señor Carlos Moisés, firmó em el mês último de 2020 la “Declaração de Utilidade Pública (DUP)” para la implantación del “Terminal Gás Sul (TGS)”, de la empresa Golar Power, en la Baía de Babitonga, del municipio de São Francisco do Sul. Esta es considerada una obra esencial de infraestructura, que se destina a los servicios públicos del sector. El “TGS” beneficiará a toda la población al incrementar en un 50% el suministro de gas natural de la región sur del Estado. Actualmente, la única fuente de suministro em el Estado se concentra em el gasoduto Bolívia-Brasil que, de acuerdo con SCGás (quien es SC Gas), atingió su capacidad total. “Santa Catarina va por buen camino. Este és el inicio de un processo que resultará en mejores condiciones de producción en nuestro Estado. El Gobierno participa activamente, porqué ahora Santa Catarina comienza a consumir gas suministrado

3/3