SAI

Criação de plataforma ESG põe governos de Santa Catarina e Estados Unidos lado a lado

Por Shane Christensen, cônsul geral dos EUA em Porto Alegre

Chegou a hora de uma ação conjunta em prol do meio ambiente e da sustentabilidade. A preparação para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP 26, que acontecerá em novembro, reforça que nosso futuro compartilhado depende de colaboração, cooperação e do compromisso de perseguir práticas sustentáveis em tudo que fazemos. Não há solução fácil para a crise climática. No entanto, há muitas oportunidades para que ações sejam tomadas nos setores público e privado. Uma abordagem particularmente promissora é o foco em assegurar que a maneira como trabalhamos seja sustentável a longo prazo.

O governo dos Estados Unidos colocou a mitigação da crise climática no centro da política externa dos EUA e da nossa relação com o Brasil. Um exemplo dessa colaboração é o apoio dos Estados Unidos e do Brasil à ESG – a abordagem ambiental, social e orientada à governança que capacita as empresas a usar seus recursos para realizar ações climáticas positivas. A ESG é baseada na ideia de que corporações têm responsabilidades perante a sociedade e um papel central a desempenhar na preservação ambiental, incluindo o trabalho dos governos. A ESG reúne uma ampla gama de questões, desde o gerenciamento das emissões de carbono, a garantia de mão-de-obra diversificada e equitativa e a promoção de práticas comerciais transparentes e inclusivas com o objetivo de construir um futuro mais sustentável e resiliente.

Aqui em Santa Catarina, a abordagem ESG proporciona benefícios a todos. Empresas como a metalúrgica Schulz e a Dohler têxtil implementaram programas de reciclagem de água e redução de energia de última geração em suas fábricas locais. A GM está comprometida com a produção de veículos elétricos que reduzirão drasticamente as emissões de gases causadores do efeito estufa e planeja ter uma frota totalmente elétrica nos próximos 15 anos. Joinville é uma potência industrial onde as empresas entendem a importância da mitigação das mudanças climáticas e da governança transparente para o sucesso a longo prazo. Parabenizamos o Governo de Santa Catarina pela criação de uma plataforma para discutir a ESG e chegar a soluções reais. Com essa visão estratégica, as empresas e os governos catarinense e americano estão trabalhando juntos para garantir que a sustentabilidade esteja integrada à estratégia de crescimento de longo prazo para ambas as nossas economias.

Os Estados Unidos estão comprometidos com a mitigação da crise climática e com a redução das emissões de gases do efeito estufa em 50% até 2030 e confiamos que o setor privado ajudará os Estados Unidos e o Brasil a honrarem os compromissos assumidos.  O Consulado dos EUA em Porto Alegre continuará sendo um parceiro para destacar as melhores práticas e apoiar e desenvolver esses esforços, e saudamos o engajamento nesta questão.

 A crise climática pode parecer estar fora do nosso controle, mas juntos, por meio de abordagens como a ESG, e de medidas concretas que partem dela, temos um caminho para o sucesso econômico, preservando nosso mundo para um futuro melhor.

A importância das práticas ESG – Ambiental, Social e de Governança – foi tema central de painel realizado pela Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais (SAI) do Governo de Santa Catarina e pelo Consulado Geral dos Estados Unidos em Porto Alegre no dia 13 de outubro, em Joinville. As perspectivas americanas e brasileiras sobre atividades econômicas mais sustentáveis foram abordadas por executivos de GM e Schulz, além do secretário do Meio Ambiente de Santa Catarina.

 *Artigo originalmente publicado no portal NSC Total, em 14/10/2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.